JESUS CRISTO HOMEM NO BRASIL - III

Papai da doutrina sem pecado chega ao Rio-JbOnline PDF Print E-mail
Thursday, 13 September 2007

Artículo Original


A bateria de 30 ritmistas dava o tom da euforia de seus seguidores. O carnaval que ensurdecia os passageiros no desembarque do terminal 1 do Aeroporto do Galeão foi feito para receber o portorriquenho, de 61 anos, que não acredita em pecado e há 21 anos tenta convencer o mundo de que é Jesus Cristo. Puxando o bloco, José Luis de Jesús Miranda era idolatrado por cerca de 100 fiéis que se ofendem com o rótulo de religiosos e têm costume de tatuar o número 666 no braço e até sobre a testa.


Acompanhado de uma bela mulher mais jovem, o Jesus latino que vestia paletó cinza, camisa preta com calças brancas e mascava chiclete pisou em solo carioca às 10h. Foi em direção a um hotel cinco estrelas da Barra da Tijuca, onde é a principal estrela da convenção nacional do Ministério Crescendo em Graça, da qual é fundador e presidente. José Luis já teve visto negado este ano para entrar em El Salvador por ser tachado de satânico, mas chegou sem problemas ao Rio em um vôo de Miami - onde está a sede mundial da seita, presente em mais de 30 países e com 35 congregações no Brasil.

- O número 666 significa sabedoria e prosperidade, não tem essa conotação do mal conforme se deturpou - explica o contabilista Roberto Márcio, de 52, e pastor do ministério na cidade de Cruzeiro, interior de São Paulo - A religião estraga nossa cabeça com mandamentos, o medo de pecar e a existência do diabo. Fazemos a verdadeira interpretação da Bíblia, pregamos a liberdade, mas sem libertinagem.

Há 33 anos, José Luis, então da Igreja Batista, recebeu a mensagem de que representava a volta de Cristo à Terra e ponto. Deus também teria lhe comunicado que Miami seria o ponto inicial de seu evangelho. Hoje, sua doutrina é irradiada por programas de rádio e uma rede de TV, a Telegracia, transmitida via satélite em 16 países, inclusive no Brasil, onde uma equipe do canal fazia a cobertura da chegada do Jesus Cristo Homem, como o chamam seus fiéis. No site da seita, há conteúdo em quatro idiomas, onde também podem ser feitas encomendas dos produtos do ministério, como medalhinhas, livros e CDs.

Aliás, há várias outras denominações para aclamar o portorriquenho: Edificador, Filho do Homem, Governante de Deus na Terra, ou simplesmente Papai, conforme gritavam seus seguidores no aeroporto. Todos muito educados e felizes, famílias inteiras, inclusive com crianças, aglomeravam-se no cordão de isolamento do terminal de desembarque com cartazes e máquinas fotográficas que disparavam flashes a cada alarme falso da chegada de José Luis.

- Todos nós da congregação falamos a mesma coisa, temos a mesma interpretação da Bíblia. Consideramos o que as pessoas têm na mente, todos são perfeitos perante Cristo - descreveu a funcionária pública Léa Santos, 46 anos, carioca que há 17 anos segue a doutrina e estava a poucos instantes de ver seu guia. - Jesus Cristo Homem é a razão de toda minha felicidade. Aliás, daqui a pouco eu volto porque ele vai aparecer ali.

A bateria já estava há mais de uma hora em ritmo alucinante e se preparava para descansar quando voltou a todo gás quando José Luis surgiu. O pastor Daniel de França, de 54, foi o mentor da bateria que faz parte da Escola de Samba 666, fundada há seis meses em Nilópolis. Daniel conta que a escola tem alegoria, ala das baianas e vai desfilar no próximo carnaval nilopolitano. A ambição do pastor vai além:

- Queremos surgir em breve na Marquês de Sapucaí, mas vamos cumprir todos os trâmites até lá - almeja Daniel, para quem trâmite significa começar no grupo E das escolas de samba no Rio.

Como não há pecado, o samba está mais do que liberado. Daniel explica que, sempre com muito respeito e sem exageros, é possível levar a vida dentro dos preceitos da Bíblia:

- Bebo minha cerveja e fumo charutos, sem problemas. Mas nunca vão me ver bêbado.


publicado por brasileiro às 12:02