...

O homem tem duas naturezas: ele é espírito e tem um corpo carnal - aí estão os desejos enganosos de que nos fala o perito arquiteto, o apóstolo Paulo. O espírito é o homem interior, o verdadeiro homem ("somos um tesouro em vaso de barro"). Esse espírito veio do paraíso, perfeito, completo, abençoado com todas as bênçãos,predestinado, e se meteu num corpo de carne para poder se manifestar na Terra. Deus mesmo se meteu em Jesus de Nazaré(UM CORPO) para poder se manifestar aqui na Terra. Quando Paulo fala em predestinação ele se refere ao nosso espírito, nossa mente, que precisa ser renovada (Rom 12.1,2) com o conhecimento de graça, não de lei. Tens também saber dividir o antigo pacto do novo pacto. No antigo pacto, antes da cruz, havia sacrifícios de animais, porque vigia a lei de Moisés, pecado (a Lei é que dava vida ao pecado) e o Diabo. Na cruz houve um espetáculo tremendo: Jesus com uma só oferta nos faz perfeitos para sempre (Hb 10.14), cumpre a lei (extingüe o velho pacto) como está escrito em Romanos 10.4; e destrói o Diabo (Hb 2.14). Paulo então diz: de agora em diante já não conhecemos ninguém segundo a carne e nem a Jesus o conhecemos deste modo. O uso do velho pacto por Jesus Cristo homem vale como evidência, como referência, porque era para os judeus. Paulo diz que aquele pacto era sombra dos bens vindouros, era um ministério de condenação, de morte e serviu apenas como aio para nos conduzir a Cristo(o ressuscitado). Se você crê no que está escrito você vai ver em Efésios que ele nos conheceu, escolheu, separou e nos predestinou. Você não o escolhe, ele nos escolhe. Ele é soberano. Você já vem com o selo de fábrica. Se és escolhido.... "Minhas ovelhas ouvirão minha voz". Só as ovelhas. Então, se uma pessoa não é ovelha, ele pode gritar, se exaltar e dizer EU ACEITO A CRISTO, mas não é ovelha, é lobo. Essas reflexões são fruto das ministrações de Jesus Cristo homem que estão postadas neste blog.
publicado por brasileiro às 13:36