mais sobre mim

subscrever feeds

links

tags

todas as tags

Quarta-feira, 18 DE Março DE 2009

"CONHECENDO COMO FOMOS CONHECIDOS"

Hoje, por instruções de nosso Pai, vamos comunicar um tema que sempre, para nós, os bispos, ou a pessoa que ele delega para comunicar sua ciência, é uma honra, um privilégio, porque somos instrumentos da mente de Cristo. Ele tem a mente de Cristo, e ele no-la comunica, e ele utiliza vasos, e para mim, é uma honra, nesta manhã, compartilhar com vocês a mente de Papai. Diga: EU RECEBO QUE MINHA VIDA ENTRA EM OUTRA GLÓRIA. Eu recebo para mim, isso é. O tema nesta manhã tem como título: “CONHECENDO COMO FOMOS CONHECIDOS”. Então, veja, falar deste tema, a expressão paulina diz que “então conhecerei como fui conhecido”, e aí Paulo está falando de sendo conhecidos, quando, antes da fundação do mundo. Expressões como “pré-existência”, “predestinação”, “que nosso nome foi escrito no livro da vida antes da fundação do mundo”, você tinha ouvido antes estas expressões, antes de Jesus Cristo Homem? Não. Estas expressões brilham por sua ausência, porque, para falar de pré-existência, da verdadeira identidade de uma pessoa, tinha que vir o Senhor e explicar o que estava escrito. Diga: O QUE ESTAVA ESCRITO. Até o ano 73, todas as pessoas pensavam que sua existência começava no ventre de uma mãe. Porque ninguém, nenhum Papa, nenhum religioso, ninguém pôde explicar isso. E mais, hoje em dia, aos que não ouviram Jesus Cristo Homem, você lhes pergunta: -Bem, de onde você vem? Ele vai dizer: -Bem, eu venho de lá, do povinho de minha mamãe-, e não sei o quê. –E, quando começou sua existência? -Bem, a cédula de identidade e o passaporte dizem que eu tenho 40 anos. Tenho 25 anos. Para ele, ele pensa que sua existência começou aí. Mas, que lindo, poder falar hoje da pré-existência, de conhecemos como fomos conhecidos. Então, o profeta mencionou uma expressão que nosso Pai quer nos explicar uma vez mais, e vamos à parte A do tema: Como fomos conhecidos? Vamos ao livro do profeta Isaías, no capítulo 46, verso 3 e 4. Diz: “Ouvi-me, ó casa de Jacó, e todo o resto da casa de Israel, os que sois…” Diga: OS QUE SOIS. Ou seja, aí não está falando de todos. Está falando de alguns. Diz: Os que sois. Diga: UM GRUPO ESPECIAL. Ou seja, está falando das ovelhas, dos filhos de Papai. Diz: “…os que sois trazidos por mim desde o ventre, os que sois conduzidos desde a matriz. Até à velhice eu serei o mesmo, e até às cãs vos suportarei; eu fiz, eu levarei, eu suportarei, e o que mais, e guardarei.” Então, veja, no verso 3 diz: “Os que sois trazidos.” Quantas vezes Papai nos explicou isto tão lindo… E é que a existência de uma ovelha, de um abençoado como você e como eu não começou aí no ventre. Esse espírito foi criado por Deus antes da fundação do mundo e os anjos são os que trazem. Diz: “Os que sois trazidos.” Os anjos pegam esses espíritos e os colocam onde… no ventre. Você se lembra, certa vez, que Jacó viu uma escada, e que os anjos subiam e desciam? Pois, então, os anjos trazem esses espíritos que ele criou lá. Diga: LÁ, ME CRIOU, ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDO. E, então, te trouxe e te colocou no ventre de uma mamãezinha. Que mistério mais lindo! Quantos se gozam de ver isso? Então, te colocou lá, mas não somente te colocou lá, senão que no verso 4, fala de um cuidado. Diga: UM CUIDADO. Ou seja, os anjos não somente chegam e colocam aí esse tesouro, esse espírito, senão que há um cuidado. Diz: “E até à velhice eu serei o mesmo, e até às cãs vos suportarei eu; eu fiz, porque Ele nos criou, eu levarei, eu suportarei e guardarei.” Diga: ELE ME GUARDA, ELE ME SUPORTA. FUI CRIADO POR ELE. Que bela expressão, certo… Tua vida não começou no ventre, tua vida começou antes da fundação do mundo. Por isso, Papai quer nos ensinar que aprendamos a conhecer-nos como fomos conhecidos. Há outra expressão que nosso Pai nos menciona lá em Jó 38:4. Deus começa a dialogar com Jó, e lhe diz: -Ok, eu vou fazer as perguntas, e você responde. Você fica aí quietinho, e eu vou perguntar. Pronto, Jó? -Sim, Senhor, pergunte o que quiser. E, então, Deus faz uma pergunta a Jó. Diz: “Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faça-me saber, se tens inteligência.” Imagine que perguntassem isso a você, que você não conheceu Papai, não conheceu isto. E te diga: -Vem cá, abençoado, onde você estava quando Deus estava fundando a terra. Eu estou certo, abençoado, que todos os que nos veem pela Internet, há milhões que não podem responder essa pergunta. –Como vou saber, se o que tenho são 40, 45 anos? ALÔ! “Onde você estava, o quê, quando eu fundava a terra?” Verso 7. “Quando louvavam todas as estrelas da alva, e se regozijavam, quem, todos os filhos de Deus? Quantos filhos de Deus há aqui? Abençoado, será que você estava lá? (Dizem todos a uma: Assim é) Será que você estava presente? Porque diz: Que se regozijavam, quando louvavam os filhos de Deus. Por isso, você gosta de louvar a Papai, porque te criaram para seu louvor. Você se deleita no louvor. Quantos se deleitam no louvor? Você o louva aqui, porque você o louvava lá. Então, lhe diz: -Jó, vem cá. Onde você estava, quando eu fundava a terra? Eu creio que Jó coçava a cabeça: -Não, rapaz. Como você me pergunta essas coisas? Me dá outra pista? -Pois, olha, isso era quando eu fundava a terra, louvavam todas as estrelas da alva e se regozijavam todos os filhos de Deus. Então, como Jó não soube responder, Deus lhe dá a resposta. Verso 21. Lhe diz: JÓ, “Você sabe! Pois, então, já eras, o quê, nascido…” Eu creio que aí Jó ficou doido.–E, agora, como assim que eu já era nascido? Agora isso ficou apertado. Como que eu já era nascido, se você estava criando a terra, e eu o que tenho são 40, 50 anos… Então, lhe diz: “VOCÊ SABE! Diga: VOCÊ SABE. Ou seja, Deus o exortou e lhe disse: “Você sabe¡ Porque, então, já eras nascido, e é grande o número de teus dias.” Ou seja, -Jó, você não tem os 40 anos que você diz. Você é mais velho que… que Matusalém. Você é mais velho que o vento. Alô! Ele estava falando, quando diz: Você sabe, porque já era nascido; a quê ele estava se referindo? A seu espírito. Porque o vaso de barro que saiu do ventre da mamãe de Jó, tinha tantos anos. Mas aí Deus está dizendo: -Você era nascido-, porque Deus o tinha criado. Quando? Antes da fundação do mundo. Quantos se gozam com essas notícias tão lindas que Papai nos dá? (Aplausos) Você sabe o que é uma pessoa se conhecer? Parar um momento, em meio a tantas situações da vida, sentar-se ali em sua casa e dizer diante do espelho: -Eu não sou o que estou vendo. Wow! Isso é tremendo para uma pessoa. -Como? Esse cara está louco, como é que ele não é o que estamos vendo? O que estás dizendo, meu filho…. -Não, é que eu estou indo em Creciendo en Gracia e me ensinaram minha verdadeira identidade. Jesus Cristo Homem me ensinou a me conhecer como fui conhecido. Isso tem o poder, por isso este evangelho que Papai nos dá é poder de Deus. Porque te levanta a auto-estima. Ou seja, eu não sou um pedaço de carne jogado aí prá ver o que dá. Não. Você tem uma pré-existência. Diga: EU TENHO UMA PRÉ-EXISTÊNCIA. Então, te deixa saber que és filho e te deixa saber, também, que há um cuidado de Deus com tua vida, que há anjos que ele colocou a teu serviço. Olha, isto derruba qualquer princípio errado, seja filosófico ou religioso. Porque a religião te diz: -Passe adiante, para que hoje te tornes um filho de Deus. Você é um desgovernado. Você é um lobo. Repita essa oração. Arrependa-se, e hoje vão te escrever no livro da vida. Anote aí. Deus não está escrevendo nada. O que ele tinha que escrever aí em sua mente, já o fez antes da fundação do mundo. Por isso, a salvação não se perde. Por isso, não há livre arbítrio. Alô! (Aplausos) Então, isso é o que diz a religião: -Irmão, venha e salve-se, porque senão… Abençoado, como vou me perder, se me criaram desde lá. Alô! Ou, a religião tradicional que te diz que tu és uma alma. Você se lembra “das almas do purgatório”? Então, você é uma alma. –Sim, eu sou um corpo e uma alma. - E, para quê você está na terra? -Pois, para me salvar. -Ah, para salvar-se. -Sim, se você faz obras de caridade e paga um preço, e se não se porta tão bem, pois o mandam a um purgatório, prá que o expurguem lá. Então, por meio de várias missas, você, um dia, poderá chegar ao céu. Alô! Diga: ISSO É UMA MENTIRA. Primeiro, que nós não somos almas, somos a congregação dos espíritos dos justos feitos perfeitos. E que não estamos aqui para ver se vamos nos salvar. Nós somos de Papai, sempre fomos ovelhas. Diga: EU PERTENÇO A ELE. Ou seja, você tem um selo aí, que, quando os anjos veem, dizem: -Este é propriedade. Este foi trazido desde o ventre, desde antes. Tem que ser cuidado, tem que ser guardado e tem que ser conduzido nas boas obras de antemão. Que lindo isso. Certo? Que cuidado tão precioso. ABBA PAI! (Aplausos) Então, olha, uma pessoa que não conhece sua identidade, que não conhece a seu papai… Como é chamada uma pessoa que não conhece a seus pais? Órfão. Há pessoas órfãs, falando em carne, que rapidamente foi abandonado na saída de algum lugar, em uma cestinha. A mamãe, por alguma razão, o deixou, e ele não conhece sua identidade. Ele não sabe de onde vem. Pois, assim, falando espiritualmente, está a humanidade, sem o conhecimento de Jesus Cristo Homem. Porque um indivíduo que não conhece estes cinco minutinhos que Papai nos explica tão claro, tão simples, quem não conhece isto é um órfão. Tem que ter compaixão, lástima. Por isso, o evangelismo CEG. Por isso, tem que semear esta palavra, porque aí há um órfão, que está esperando conhecer a seu Papai. O que aconteceu com você quando te evangelizaram, ou quando Papai te trouxe para cá? O escutastes, e quando o ouvistes, dissestes: -Ah, esse é meu Papai. Esse é meu Papai- e gritastes, certo? Porque “suas ovelhas ouvem sua voz”, e deixastes de ser órfão. Mas, a humanidade estava órfã. Veja o que diz o livro histórico de João capítulo 14, verso 18. Este é Jesus de Nazaré falando, antes de regressar em sua segunda vinda. Diz: “Não vos deixarei órfãos; virei a vós.” Então, nosso Pai, Jesus Cristo Homem me dizia: -Martín, um dos propósitos da segunda chegada do Senhor à terra era acabar com a orfandade. Era ensinar à igreja, de fato, não havia igreja até que ele chegou, mas era ensinar a seus escolhidos a se conhecerem como foram conhecidos. E, não é certo, amada, que esse foi um dos dias mais lindos de toda a tua vida? (Assim é) O dia que escutastes a Papai, por sua boca, isso é o que sentistes: -Caramba! Eu sou cidadão do céu. Wow! E como que houve propósito em tua vida. Como que começaram as coisas a se ordenar, e começastes a ativar os anjos, dizendo: -Eu não sou um pedaço de qualquer coisa, eu sou um tesouro. “Temos este tesouro em vasos de quê, de barro”. Você não é esse barro. Por isso, sempre nos diz: “Não nos conheçamos segundo a carne”. Não te convém te conhecer segundo a carne, porque a carne para nada aproveita e porque tu não és carne. Diga: EU NÃO SOU CARNE. EU SOU UM ESPÍRITO JUSTO FEITO PERFEITO. Por isso, veja, abençoado, esta ciência que Papai nos explica pega uma criança e seu QI sobe, se eleva. As crianças da super raça, como você vai enganá-los? –Olha, que o diabo… -Qual diabo?-, e ele ri, aí. Qual diabo? Está louco. Qual pecado? E dão classes a esse. Pega um jovem e lhe dá identidade. O que acontece com os jovens hoje em dia? Se lhes oferecem uma coisa, lhe oferecem outra. Mas os jovens de JH, eles reinam sobre toda situação. Eles sabem que são deuses. -Isto me é lícito, não me convém, Papai tem coisas melhores para minha vida. Então, pega a um jovem, pega a um adulto, a um pai de família e nos ensina, que esse abençoado chegou à família, o bebezinho de uns nove meses, o papai não é esse. O verdadeiro pai desse bebezinho é Papai Deus, o Pai dos espíritos. E esse, como Papai nos explicou, o papai e a mamãe, o que fazem, é serem utilizados para formar o vaso de barro. Então, isto pega ao jovem, pega ao adulto, pega ao pai, olhe, pega um abençoado na prisão e os levanta. Por isso, desde as prisões nos escrevem tanto: -O que deram a estes jovens? O capelão não pôde, o filósofo não pôde, aqui o evangélico não pôde e, vocês, desde que vieram, esses internos mais perigosos, estão agora… são os mais lindos aqui na prisão. JESUS CRISTO HOMEM É QUEM FAZ ISSO. Obrigado, Papai. (Aplausos) Há outro verso em Romanos capítulo 8, que nosso Pai nos recorda. Estamos falando de conhecer-nos como fomos conhecidos. Então, ali em Romanos 8:29, o apóstolo Paulo menciona e nosso Pai explica, diz: “Porque aos que antes conheceu…” Aos que antes o quê? E quando nos conheceu? Antes da fundação do mundo. “…também, diga: TAMBÉM. Ou seja, não somente os conheceu, senão também, os predestinou, lhes consertou tudo, para que fossem feitos conformes à imagem de seu Filho, e assim estamos, para que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” E, então, diz, verso 30: “E aos que predestinou, a estes também, aí há outro também, também o quê, chamou; e aos que chamou, outro também, a estes também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou.” Ou seja, veja, abençoado, isto está friamente calculado. Aqui há um propósito, uma criação perfeita. No plano, no livreto de Deus, você e eu estávamos na mente de Papai. E diz que, aos que conheceu lá, como disse a Jó: -Quando eu fundava a terra, onde estavas, desde lá os conheceu. O que mais fez? Os predestinou. E a esses mesmos, o que mais fez? Os chamou. Alô! Diga: ME CHAMOU. Você pensava que tinha vindo sozinho. Te chamaram, diga: ME CHAMARAM, e a mim, também. “Me chamou”, e o que mais? Aos que chamou, os quê, os justificou. Com uma só oferta nos fez perfeitos para sempre. E, aos que justificou, também o quê, glorificou. Por isso, onde fica o livre arbítrio? Isso é um índice de brutalidade, porque não está escrito. –Aceite a Cristo como teu Salvador. Aceite a Cristo, se eu não tenho que aceitá-lo. Ele me fez desde antes da fundação do mundo. Como é que eu vou aceitar? (Aplausos) E melhor, o que você pode dizer a um indivíduo é: Reconcilia-te. Ou seja, volte ao concílio, volte a como fostes conhecido. Por isso, a conclusão no verso 31. Veja o que Paulo conclui, diz: “O que, pois, diremos a isto? Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Se ele te escolheu, te conheceu, te predestinou, te justificou; abençoado: Quem será contra nós? Diga: QUEM SERÁ CONTRA NÓS? Quem acusará aos escolhidos de Deus? Quem poderá chamar a igreja de pecadora? Ninguém. Porque, diga: ELE O FEZ. E, se Ele é comigo, quem é contra mim… Então, estamos claros nisso, certo, amada. Papai vem nos explicando sobre nossa verdadeira identidade, de como fomos conhecidos. Quantos sabem que são deuses, aqui? Essa é tua identidade: Espíritos justos feitos perfeitos, conhecidos, amados, conduzidos, trazidos por Ele. Então, na parte B do tema, nosso Pai quer mencionar-nos duas palavras: O Privilégio e a Responsabilidade. Porque conhecer isto é um privilégio. Não é certo? Você se sente privilegiado de saber isto tão lindo? Lindo isso. Então, Papai nos dizia que conhecer isto é como em um matrimônio, quando o casal se casa, o casal recebe uns privilégios, mas também recebe umas responsabilidades. Então, diga: DA MESMA MANEIRA. Veja o verso que Papai nos dá nesta parte B, Efésios capítulo 2, verso 10. Diz: “Porque somos, diga: SOMOS, feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais…, cada um veja como vai se defender, salve-se quem puder. Não, as quais Deus preparou de antemão para que andássemos nelas.” Então, veja, tão lindo, Paulo volta e diz: “Somos feitura sua”. Diga: EU SOU FEITURA SUA. Ou seja, ele te criou, ele me criou, já tenho isso claro. –Bispo, já tenho isso claro. Então, depois, te diz: “Criados nele para boas obras.” Não para más obras. Diga: BOAS OBRAS, que ele já preparou de antemão. Veja, tão lindo que é Papai, ele preparou teu caminho, te predestinou para que tu, o quê, caminhes. Como Papai dizia na quarta-feira: Para que executes o que ele já te predestinou. -Bispo, quer dizer que aqui tudo já está friamente calculado? ALÔ! Você é um predestinado. Veja o que, em uma ocasião, Deus disse a Jeremias. Jeremias capítulo 1, este é um exemplo, trazido lá do antigo pacto, porque isto transcende os pactos. Lá, havia ovelhas. Então, Jeremias, capítulo 1, verso 5, olha o que Deus diz a Jeremias. O que lhe diz? Diz: “Antes que te formasses no ventre, te conheci…” Outro que se voltou louco ali, diz: -Ui! Como que antes que eu estivesse no ventre me conheceu? “…e antes que nascestes, te santifiquei, te separei, te dei por profeta às nações.” Ou seja, Deus lhe diz: -Jeremias, olha, antes que você, antes que o espermatozóide e o óvulo, e o ventre, antes disso, Eu conheci você. O quê conhecia? Sua identidade, seu espírito, como fomos conhecidos. Isso é o que Papai está nos dizendo: -Então, não somente te conheci, Jeremias, senão que te separei, te apartei, te santifiquei. Isto é meu, isto é propriedade minha. Eu tenho negócios com ele. Aqui, ninguém se meta, que Jeremias é meu, e aquele que começou este negócio, eu, vou terminar. E, então, há um chamamento: Vais ser profeta. -Bispo, quer dizer que isso aconteceu só com Jeremias? Não. Com todos nós. A todos, Papai nos predestinou, nos chamou com um propósito muito lindo. (Aplausos) -Bispo, ou seja, como Jeremias. Que lindo se Deus me tivesse dito isso! –Fulaninho, antes que você estivesse… Abençoado, ele está te dizendo hoje. Olha, Jeremias gostaria de estar nos teus e nos meus sapatos, porque ele foi chamado para ser profeta, mas nesses profetas jogavam pedras e sofriam esses profetas. Mas, a nós, nos predestinaram para viver, não os tempos de Jeremias, nem de Ezequiel, nem de Davi, dançando ali no templo. Nós fomos predestinados para viver os dias do Filho do Homem. Isso é o mais lindo que há. Diga: OS DIAS DO FILHO DO HOMEM. (Aplausos) Abençoado, você está realizando isso, certo? Ui, eu me sinto feliz compartilhando isto. Eu me sinto feliz. –Obrigado, Papai, por ensinar-nos isto. Isto é lindo, porque, então, nossa vida está, não está à deriva. Eu não estou à deriva, abençoado. Eu não assim como… -Como você está? -Aí, ao Deus dará… Como “ao Deus dará”? Eu sou um predestinado, abençoado. Minha vida tem um propósito. Olha, uma vez, Jesus de Nazaré estava com os discípulos. Lembra-se? E disse: Olha, vocês vão querer viver um dos dias do Filho do Homem. Mas, isso não é para vocês. Não se iludam com isso. Eu creio que eles disseram: -Ai, mas isso, esses dias serão tremendos. Porque ele já não estaria guardando a lei, quando viesse o Filho do Homem, que já chegou. ALÔ! E, então, está em nosso meio. Imagine. Pensemos um momentinho nisto. Abençoado, o Senhor chegou à terra, no ano 46, ali no ventre de uma mãe, e ali em 73 começou a edificar a igreja. E, em seus planos, quando ele edificasse, já desde lá, desde antes, assim como a Jeremias ele predestinou para um ministério de profecia, disse: -Este vai ser um colaborador meu. Esta abençoada, uma colaboradora minha. Este, também. Eu creio que, entre todos, os anjos disseram: -Olhe, mas a mim não me toca aí. -Não, a você não toca aí. Este é um povo especial. Diga: UM POVO ESPECIAL, QUE VAI ME CONHECER EM MINHA ÚLTIMA MANIFESTAÇÃO. (Aplausos) -Bispo, então, eu sou mais importante que Jeremias? Bem, Jeremias é importante também, mas digo, no peso de glória que estamos vivendo. Este é um peso de glória máximo, abençoado. Nos escolheram para coisas preciosas. (Aplausos) Abençoado, eu recebo que todos realizamos isto. Porque Papai está falando de um privilégio, mas também de uma responsabilidade. E eu quero o privilégio, mas também recebo a responsabilidade. Alô! Quantos são maduros, aqui? Eu me declaro em maturidade. Então, veja a recomendação de nosso Pai, em Romanos capítulo 12, verso 1. Este é Paulo falando das misericórdias de Deus, que são estas, a identidade, a tua herança, tudo o que se nos foi comunicado por nosso Pai. Diz: “Assim que, irmãos, vos rogo, ou seja, isto é um rogo, pelas misericórdias de Deus…” Ou seja, por tudo que se tem dito, por tudo o que já conheces: Tua pré-existência, tua predestinação, por tudo isso. –Eu o conheço? Sim. “Rogo-vos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis vossos corpos em sacrifício vivo, santo, agradável a Deus, porque esse é vosso culto, o quê, racional.” Ou seja, em outras palavras, o que Papai vem nos ensinando, tudo o que nos foi dado, agora ele nos diz: -Martín, olha, fala com cada um deles… Porque, nos calqueos, Papai fala com cada um de nós. Então, nos ensina: -Olha, tem que ordenar os pensamentos. Aprender a contar os dias. Uma ordem. O que mais? Nos diz: -Guarda tua habitação. Você tem uma habitação, e essa habitação, você tem que saber administrá-la. E aí é onde Papai nos ensinou a todos como nos conduzir. Como conduzir nossas amizades, não somente com os de fora, com os de dentro, também. Você se lembra de quarta-feira? Que lindo é Papai, certo, que vai nos conduzindo! Porque, por todas as misericórdias de Deus, que ele nos ensinou, pois, há uma ordem. Há uma ordem preciosa, por tudo o que se nos deu. A levar o quê, cativo todo pensamento, a pelejar a boa batalha da fé, a armar-nos com nossas armas que não são carnais, senão poderosas em Deus, a fazer morrer o terrenal em nós. –Isto me é lícito, não me convém para minha habitação, porque o chamamento é grande. Os tempos são preciosos, e o chamamento que Papai me deu é grande. Diga: O CHAMAMENTO QUE NOSSO PAI NOS DEU É MUITO GRANDE. Então, veja o que diz o verso 2, o verso seguinte. Diz: “Não vos conformeis a este século, senão transformai-vos por meio da renovação de vosso entendimento, para quê, para que comproveis qual seja a boa vontade de Deus, as boas obras, que são o quê, agradável e perfeita.” Então, veja, dentro dessa vontade que ele nos predestinou, dessas boas obras de antemão, há algo muito maravilhoso, que está em Filipenses, capítulo 3, verso 20. Olhe, recebemos que temos esse cuidado, que nos conduzimos, que guardamos a unidade, que apreciamos estes tempos tão lindos que ele nos deu e que somos obedientes, somos dóceis à sua palavra e que você não muda isto por nada. Por quê você quer mudar isto? Por nada. A esta altura do filme, quando vem o mais lindo do filme… Estamos na parte mais linda, mudar esta primogenitura, isto que Papai nos deu. EU NÃO MUDO POR NADA, ABENÇOADO. Ainda que estejas passando leves tribulações. Ainda que estejas passando por situações que não entendes.–Mas, é que não entendo. Tranquilo. Não te chamaram para entender, MAS PARA CRER. Para crer no que diz: “Eu levarei até às cãs, eu suportarei, eu guardarei. Isto está garantido por mim, diz o Senhor. Então, temos que repousar, abençoado, que ele conduz nossa vida. Diga: MINHA VIDA É CONDUZIDA POR ELE. E, veja o que há dentro das boas obras. Veja, tão bonito isto, Filipenses 3:20. Diz: “Mas nossa cidadania está, onde, nos céus…” Nossa cidadania, nossa verdadeira o quê, identidade. Está onde, nos céus. Ou seja, qual é a tua verdadeira cidadania? A que diz no passaporte? A celestial? A celestial. Diga: ESSA É MINHA CIDADANIA. Não olhe o passaporte, não olhe o cartão de identidade. Diga: EU SOU CIDADÃO DE PAPAI. EU SOU CELENHO. Essa é tua cidadania. “…de onde também esperamos ao Salvador, ao Senhor Jesus Cristo.” Paulo o estava esperando, todavia. Paulo dizia: -Olhe, quando vier o Senhor, ele aclarará. Ele o estava esperando. Olha, que bom que nós já não o esperamos mais. O Senhor já chegou, já está em nosso meio. ALÔ! É lindo entender isso. ABBA PAI! (Aplausos) Então, diz, verso 21. Olhe o que vem. “O qual transformará…” Diga: TRANSFORMARÁ. “…o corpo de nossa humilhação…” O que faz esse corpinho aí? Quê, muitas humilhaçõezinhas nos tem passado. Quantas situações, mas há recompensa. “O qual transformará o corpo de nossa humilhação, para que seja semelhante ao corpo de sua glória…” Porque o primeiro corpo que vão transformar se chama o corpo de José Luis De Jesús. ALÔ! Por isso diz isso, que vai nos transformar conforme ao dele. (Aplausos) Primeiro, ele. Diga: PRIMEIRO, ELE, e depois, então, sua amada, seus predestinados, os que não se envergonharam dele. “…pelo poder com o qual pode também sujeitar a si mesmo todas as coisas.” Diga: TRANSFORMAÇÃO. Quantos sabem que o que vem rapidinho para a igreja de Papai é a transformação? Abençoado, olhe, este tema da transformação não é falado, atualmente, em nenhum outro lugar diferente de Creciendo en Gracia. Por quê não? Porque Paulo diz aí, veja, diz que, quando vier o Senhor. Então, viria primeiro quem, o Senhor, e depois vem o quê, a transformação. Então, eles nem sequer sabem que o Senhor chegou. Como vão falar de transformação? Eles estão lá olhando, para ver como expulsam demônios, e derrubam este: -Fuu, fora. Jejum, irmão. Arrependa-se. Confessionário para este. Eles não estão no tema da transformação. Nós, amada, enquanto eles estão lá, cantando: Aleluia, nós, amada, nos foi dada a honra, o privilégio de entender que, muito rapidamente, este corpo de humilhação já não nos humilhará mais. Que este corrupto será vestido de incorrupção. (Aplausos) Diga: ESTE CORRUPTO SERÁ VESTIDO, RAPIDAMENTE, DE INCORRUPÇÃO. Mas, amada, veja, Papai quer levar-nos a conhecer-nos como fomos conhecidos. E, que bom entender isso. Há uns privilégios e há umas responsabilidades. Há uma semente e há uma colheita. Há um guardar a unidade, há um adornar a doutrina, que todos estamos, começando por este que vos fala, todos estamos chamados a fazer isso. Porque o nosso exemplo é Papai. Esse exemplo que ele nos dá, o cuidado com sua amada, sua confissão, seu ânimo, sua palavra. Que lindo é nosso Pai! Temos esse exemplo e, por isso, hoje em dia estamos certos, em todas as nações, os que amamos a Jesus Cristo Homem, que muito rapidamente virá a grande recompensa. (Aplausos) Quantos estão certos disso? Vamos estar em pé, amada. Diga: OBRIGADO, SENHOR. OBRIGADO, PAPAI, HOJE ME CONHEÇO COMO FUI CONHECIDO. SOU UM ESCOLHIDO, SOU UM PREDESTINADO, TENHO OBRAS DE ANTEMÃO PARA MINHA VIDA. HÁ UM CHAMAMENTO MUITO GRANDE SOBRE MINHA VIDA, E FAZENDO ELE EM MIM, EU RECEBO, PAPAI. E DECLARO, RAPIDAMENTE, TUA TRANSFORMAÇÃO E A DE TODA SUA AMADA.
publicado por brasileiro às 11:19
Quarta-feira, 18 DE Março DE 2009

El espiritu del mundo Vs. El espiritu de Dios .. Part 2

publicado por brasileiro às 11:18

pesquisar

 

Março 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
15
22
25
28
29
30

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro