Saiba como ser "Um instrumento útil".

Assim que, vamos à 2ª carta a Timóteo, capítulo 2, verso 20.
 
Diz: “Mas em uma casa grande, não somente há utensílios de ouro e prata, senão também de madeira e barro...”
 
Quando diz: ...uma casa grande... Está falando da igreja. E na igreja há diferentes tipos de utensílios e instrumentos.
 
Diz:   “… e uns são para uso... - quê?… honroso, e outros para uso vil...”   observe que estão na casa. Je, je… E são instrumentos que estão na casa. Uns de ouro, uns de prata, uns de madeira e uns de barro. Uns para uso honroso e outros para uso vil.
E o verso 21 diz: “... assim que, se alguém se limpa destas coisas, será instrumento para honra, santificado, útil ao Senhor, e disposto para toda boa obra...”
 
“Se alguém se limpa destas coisas...”  O assunto é: como nos limpar? Essa é a pergunta dos 24 mil “chavitos”. Como nos limpar com este corpo que você tem?
 
Você sabe das vezes que tentou se limpar? Você sabe das vezes que fez promessas: - Não, agora sim? Ja, ja, ja, ja, ja. - Agora sim é que eu, veja Senhor, eu lhe prometo... Ja, ja, ja, ja. Em sua intimidade, você fez o pacto. Porque você não quer mais seguir nesta situação. Você quer ser um instrumento útil, você quer ser um vaso de honra.
 
O assunto é: Como limpar-se? Com quê? Se Papai nos fez um favor. Sabe qual é o favor que Papai nos fez? Vestir-nos deste corpo de debilidade. E depois disse: “... Limpe-se...”
 
Como fazê-lo? Imagine. Como fazer irmão? Porque todo mundo quer se limpar. Quem é suficiente para poder limpar-se? Se aqui ninguém pode se limpar, irmão. Todos estamos vestidos de um corpo que não agüenta limpeza. Jem, je! Não agüenta cloro… Ja, ja, ja, ja. Às vezes, você vê uma pessoa e diz: - Bem, eu gostaria de me limpar como tal pessoa. Mas é que nós estamos vestidos de um material que não limpa.
 
Então, versos assim, se não se interpretar de uma maneira correta, estes versos o Sistema utiliza para dizer: - Irmão, tem que se limpar. E então, você começa a tentar tratar de limpar-se. E começa com: 5 dias para deixar de fumar. 5 dias para isto. Alcoólicos Anônimos. Ah, vou tentar, vou tratar, e se mete em jejum, e se purifica, e se abstém, e promete, e se flagela, e trata de sacrificar seu corpo para cumprir o que diz aí. Tudo por que quer ser um instrumento útil na casa grande. Quer se limpar.
 
Assim que, os que querem se limpar, passem à frente. Assim diz o Sistema. Simmm. E começa um, um mecanismo, um sistema de jogo com você. E de repente, se passam 3 dias e eu me limpei. Olha, 4 dias: me limpei. 5 dias: estou limpo. E no sexto dia, leva uma queda do sexto degrau. Começa tudo outra vez. Pois, então, vem outro pregador fogoso e te anima e te exorta: Vamos outra vez. E outra vez você começa. E no degrau 15 torna a cair. Buscando limpeza, buscando limpar um corpo que para nada aproveita.
 
Agora, aí diz: “Que em uma casa grande há utensílios de honra e de desonra. Há instrumentos de prata, de ouro.” E se alguém quisesse... Quantos gostariam de ser instrumento útil, santificado para o Senhor? Você sabe o que significa santificado? Não é que não tenha debilidade. É apartado para… Mas para isso, tem que se limpar. O assunto é: como limpar-me? Se houvesse um perfume especial, um ungüento, um abracadabra, pois me limpava. Como me limpar?
 
Vamos à 2ª carta aos Coríntios, capítulo 3 e o verso 5“… não que sejamos competentes por nós mesmos para pensar algo como de nós mesmos…”
 
Você sabe que, às vezes, você pensa algo, como fosse de você mesmo. Às vezes, você se encontra pensando que a competência vem de você. E então, às vezes acontecem situações na sua vida que você diz: mas por que acontece isso comigo? E não é nada mais do que Deus, levando-o a que anule e possa derrubar isso em sua mente, ou seja, lhe mostrando que a competência não provém de ti.
 
Veja, as coisas que acontecem em nossa vida, que gostaríamos às vezes que o relógio voltasse. Quantas vezes você Ja, ja, ja, ja? Quantas vezes você já não chorou: - Por que eu fiz? Por que me aconteceu? E começou a se lamentar e a negar obras de antemão e a negar que Deus estava no assunto.
 
Mas às vezes Deus permite, porque Deus não está fixo, não está atento “ao meio”. Deus o que está buscando é o fim, o propósito, aonde você vai chegar. E se Ele tem que usar um meio, que não parece muito bonito de frente, Ele o usa, porque Ele sabe que esse meio é a maneira para que você entenda que a competência não provém de nós mesmos; senão, que provém de Deus. (Aplausos)
 
E Ele vai usar o que seja. E mais, Ele vai usar o que mais lhe escandalizar. Porque Ele sabe o lhe escandaliza. O que escandaliza você, mas não escandaliza a mim. E o que me escandaliza não escandaliza você. Por isso, a cada um Ele dá sua medida. Sua porção à medida. Quanto amor! Quanto Papai lhe ama que lhe dá as coisas na sua medida. E não dá além do que possa suportar, porque com a prova lhe dá a saída. Ele vê o propósito.
 
Então Paulo dizia, Paulo dizia aí na 2ª Carta aos Coríntios 3:5.
 “… porque nossa competência não provém de nós mesmos senão que nossa competência provém...- de quem?... De Deus, o qual nos fez também ministros competentes…”
Diga: Minha competência provém de Deus!
 
Você tem visto pessoas altivas, não? Você sabe que, ah, ah, este Ministerio é lindo, mas é uma coisa perigosa. Sim, porque você recebe esta palavra e se examina completo. Diz, olha, isto é carne, (verdade que sim, você tem se dado conta). Isto é orgulho, isto é altivez. E mais, você mesmo fica repugnado. Mas sabe o problema que lhe dá, porque você começa a olhar o outro. Ou seja, você fica com os sentidos tão exercitados que, cada vez que passa uma pessoa, Yyyfh! Você faz como se fosse um “scan” (uma radiografia). A mim isso acontece, irmão. Eu não sei… E eu a ninguém conheço segundo a carne. Mas é que os sentidos estão tão exercitados que você discerne onde está a carne.
 
O que acontece é que para não conhecer a ninguém segundo a carne, primeiro você tem que ver. Ja, ja, ja. Verdade, para depois dizer: - Não recebo. Jem, je, je! Mas tem que identificá-lo. Isso é o que eu estou vivendo. Você tem que ter cuidado, por que se não dá por criticar... E critica e critica e critica.
 
Veja, estamos, olha para este tipo, veja, e é que..., às vezes, eu estou no aeroporto, viajando de repente, e então se encontra cada fenômeno desses nesses aeroportos, com pais que maltratam os filhos, gente mal educada, bem todo o tipo de pessoas, de nível social e de cultura. Então, como esta palavra é muito poderosa, ela te ilumina e você discerne tudo. Ou seja, você sabe quando uma pessoa está em hipocrisia, com fingimentos, tudo.
 
Você se lembra de um filme que Eddie Murphy fez, que escutava os cachorros quando ladravam, ele os ouvia falar. Lembra deste filme? Pois, se não viu, veja. Ja, ja, ja, ja. Ele, quando os gatinhos chegavam, ele tinha na mente um sentido que podia detectar pelo miado o que o gato dizia. E com o latido do cachorro ele sabia o que dizia. Então, ele lhes falava e havia uma conversação dele com os animais. Pois esta palavra é tão tremenda, que você discerne tudo, até o que a pessoa está pensando. Bem, mas isso não é o calqueo, não quero ir a... Ja, ja, ja, ja; esse…
 
Diga: Minha competência provém de Deus!
 
Vamos a Hebreus 13:20 “E o Deus de paz que ressuscitou dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, o grande pastor das ovelhas...Uau! ...pelo sangue do pacto eterno; vos faça aptos em toda boa obra para que façais sua vontade...”   - Diga: para que façais sua vontade…
 
Quer dizer, que Ele te faz apto para toda boa obra. E depois diz: tem que fazer sua vontade.
 
Mas veja como diz depois: “... para que façais sua vontade, fazendo ele em vós o que é agradável diante dele por Jesus Cristo…”.
 
Diz: - Veja, eu te fiz apto para boa obra. Para que faça sua vontade. E um religioso ouve isso; Tem que fazer. Aí vem o celibato, aí vêm os jejuns, aí vêm as abstinências, aí vem “o enrolar de línguas”, não olha para o lado, não ouve música, não vai ao cinema, não faz mais nada.
 
Mas não terminou o verso que diz: “... fazendo ele…” porque, o que você pode fazer. Ou seja, o que nós podemos fazer com qual competência. Que competência achamos em nós mesmos, de nós mesmos. E Ele nos ama tanto que diz: - Veja, eu quero que vocês façam minha vontade e quero que sejam aptos para toda boa obra. Mas depois te consola e lhe diz: Eu vou fazer. A mim, agrada servir a um Deus assim.
 
Veja que Ele me escolheu sem eu tê-lo escolhido. Não contou com meu livre arbítrio. De sua vontade me escolheu. Ele me preparou boas obras de antemão, sem contar comigo. Nem com minha votação, nem com minha aprovação, nem minha sugestão. Que, que, faz as obras em mim. Que aquele que começa em mim a obra, a termina. Que me diz que faça sua vontade. E diz: - Tranqüilo, eu vou fazer. E depois diz: - Fazendo Ele em mim o que é agradável diante DELE mesmo. Então, Ele vive em mim, Cristo vive em mim, Ele produz o louvor. Ele produz a boa obra. Ele me dá a recompensa. Olha irmão, um negócio assim, é um negócio redondo. (Aplausos)
 
Por isso é que aqui o mais débil se qualifica. Porque é fazendo Ele em nós, o que é agradável diante Dele mesmo.
 
Vamos a Gálatas 5:17. “Porque o desejo da carne…” 
 
- Quê? Que a carne tem desejos. Você sabe que sua carne tem desejos? Sim. Você tem se posto a examinar os desejos de sua carne? Ou simplesmente sabe que os tem. Porque a palavra lhe diz. Ou você, por que isso, alô! Isso, isso é um doutorado. Ou seja, conhecer sua carne. Isso não é todo mundo que conhece. Isso veja, é um grande privilégio. Dá-lhe glória a Papai de que você está conhecendo sua carne.
 
Você sabe o que é, bem, diz em Gênesis: “... para que seja como nós, sabendo o bem e o mal...” Quer dizer que se você não conhece o mal, você está atrás. Você tem que conhecer o mal. Diga: eu tenho que conhecer o mal.
 
E então, alguém se pergunta: E por que eu passo por situações? Porque eu tenho que conhecer o mal. Imagine que você só conheça o bem. Você sabe que chato que é. Olha, o chato que seria uma vida sem nada mal. Pensa, é como uma novela sem vilão, imagine, uma novela sem ninguém... Chatíssimo. O que te dá vontade de ver uma novela é o mal ou a má. Sim ou não?
 
Então, nós, como nos deu o privilégio de sermos vestidos de carne, pois nos deu o privilégio de conhecer o mal. Por isso, é que os sentidos se exercitam no discernimento do bem e do mal. Conhecer os desejos de sua carne, isso é maravilhoso. Eu não disse: vivê-los, disse: conhecê-los. Para você fazer morrer o terrenal, você tem que conhecer o terrenal que está em você. Porque se você pensa que é um santo, sim, - digo: somos santos – mas ainda estamos vestidos do terrenal. Então você está atirando golpes no ar. É que a culpa é de fulano. A culpa não é de fulano, a culpa é sua, da carne, de sua carne.
 
Então, às vezes as experiências da vida que não esperamos são oportunidades que o anjo lhe introduz, para que você conheça sua carne e chegue à bendita conclusão de que nenhuma competência vem de você. Isso é tudo. Porque Deus não faz isso para machucar. Ou seja, Deus permite estas oportunidades em sua vida, para que você chegue a pensar como Ele pensa e que seus filhos pensem da mesma maneira. E assim, o mesmo ciclo, se você se salva, salva aos que te ouvem.
 
Diga: O desejo da carne. Quantos conhecem o desejo da carne? Por isso, não se assuste quando a carne se manifestar, porque Deus permite para que a conheça. Se você não a conhece, como vai levá-la cativa? Se você não sabe onde está a chaga, onde vai buscar para livrar-se dela?
 
Então, não se assuste quando passar por situações, nem critique quando seu irmão estiver passando por uma. Porque ao que Deus toma por filho, a esse disciplina, corrige e açoita. Então, ele está no mesmo barco com você aprendendo a conhecer o mal. E mais, a igreja, a assembléia, é o lugar onde, depois que bateram em sua carne, aqui viemos a nos curar, a consolar-te, a exortar-te. Se lhe diz: - Veja, tranqüilo, eu faço pior que você. Anda pra frente. Tudo está bem. Dá-lhe glória. Chama as coisas que não são como se fossem.
 
Verdade que às vezes você chega, que você conhece o pacto, mas você chega aqui Uuff!, Já asfixiado que o ar se lhe..., porque te deram pauladas durante a semana; e a carne abusou de você. E quando chega aqui, começa o louvor, e começa a palavra, e começa os irmãos a exortar-te, e você se anima e diz: - É Ele fazendo em mim. Je, je, je. (Aplausos) Ja, ja, ja.
 
Veja Pastor, você que está me escutando, se você não vive isso em sua congregação, as pessoas têm medo. As pessoas não assistem a congregações onde não se encontra isto. E mais, e aqueles que vão, alguma coisa acontece (estão enfermos), porque os que… são masoquistas, buscando que lhe dêem pauladas, e pauladas. Porque uma congregação que não pregue esta palavra não pode lhe consolar irmão.
 
Você aceitaria uma Pastora com sete maridos? Olha, mas esse sim saiu depois... Uuuuh! Sim, sim… Ja, ja, ja, ja. Olha, você aceitaria um Bispo, ou uma Bispo com 7 maridos, ou um Bispo com essa experiência?
 
Você sabe o que fez Jesus? Jesus tinha uma Convenção Mundial com os discípulos, eu não sei em que cidade era. Era Cafarnaum? Estava tudo ‘ready’ (pronto), Internet, bem, estavam todos os meio ali. E de repente, o Senhor disse: - Veja, Bispo, se encarregue disso, eu vou pra onde? Vou conhecer uma mulher.
- Mas Mestre, se está tudo pronto. Aqui estão lhe esperando.
- Tranqüilo, você se encarrega, minha cobertura está contigo. Eu vou atender um assunto de suma importância...
 
E caminha não sei quantos quilômetros, para encontrar uma mulher com 6 maridos; e o marido que tinha, tampouco ia contá-lo, ou seja, não ia permanecer com ele. Você está imaginando o quadro? Seria ele especial no reino? E então ele chega e em vez de dizer-lhe: - Veja, cheguei, te declaro curada, começa a enamorar-se dela: Olha, você tem água? – Sim, por que tem que ter um proceder irmão – você não pode entrar assim de qualquer maneira, é com calma, eh!
 
Olha que maneira de evangelizar, verdade, viu? Aplica-se em tudo irmão. Você não pode cair em cima das pessoas assim rápido. Com calma. Alô! Olha, que bom perfume você tem, que bom esse carrinho. Veja eh! Até que aos poucos a obra de antemão vai se manifestando...
 
Então, imagine quando Ele faz essa pergunta a uma mulher com essa experiência de sete maridos, se deu conta que o tipo estava ‘flirting’ Ja, ja, ja. Sim, porque isso… e lhe disse: - Olha, como é que você está falando comigo? O que é que você crê? Você é judeu e eu sou samaritana. Como é isso de você estar falando comigo? Ele tinha que “defender-se” de alguma maneira, mas o que eu quero dizer-lhes é que, quando Deus se empenha em salvar uma vida... 6 maridos, 7 maridos, preso, drogas, isso é, veja pssshh!... Veja, isso é o que Paulo diz: uma coisa pequena. Uma coisa pequena. Assim é que nós vamos salvar o mundo. Por isso, foi dito que as prostitutas e os ladrões os guiam.
 
Eu não sei os apóstolos, - os discípulos, - não escreveram todas as coisas que aconteceram ali com Jesus de Nazaré. Ou melhor, não se atreveram, pois aqueles eram uns legalistas de uuff!. Aqueles tipos estavam cheios de malícia... Por isso, é que teve que ir só, porque Ele não levou ninguém. Imagine, iam interpretá-lo mal. – esse tipo é um mulherengo… Por isso, lhes disse: - Vocês fiquem, eu vou sozinho atender a esta ovelhinha minha, filha de Abraão que tem sofrido muito. E eu estou lhe pedindo água, mas ela não sabe que eu tenho uma água que é muito mais poderosa, que quando eu lhe der, quando eu lhe der, ela vai ficar consolada. E mais, vai se enamorar de mim. Eu vou curá-la.
 
Imagine, iff! Aquela mulher quando Jesus de Nazaré começou a lhe falar, em um pacto inferior irmão, imagine agora. Em um pacto inferior, aquela mulher ficou tão ativada que saiu correndo dizendo: - Conheci um homem. Ai Papai! E então, Jem, je, je! Você imagina os vizinhos: -“Outro mais”. Um, dois três, quatro, cinco… oito. Não, mas este sim. Aja, sim, sim, igual aos outros sete!
Eu não duvido que Jesus tenha se casado. Eu imagino que a esposa de Jesus era uma mulher muito sofrida. Não sei, é como se eu tivesse um quadro assim, verdade. Mas a curou. Lembre-se irmão que os mais débeis... Tem que entender este princípio. Quando você vê uma pessoa com debilidade, e você não entende, fecha o computador e a cataloga como “‘non grata”. E não sabe que dentro dessa debilidade, Deus depositou uma medida de anjo.
 
Veja, onde há muita debilidade, ali há medida de espírito. Por isso, as experiências que eu tenho vivido em minha vida, para mim é uma honra tê-las vivido. Um privilégio. Porque eu precisava ver o que um ser humano sofre. Tem gente que não sofre.
 
Veja, eu vou ser sincero. Quando Iván López cantava essas canções de… “Eu me levanto de manhã e aí está…” Eu dizia: de que é que Ivan está falando, estou lhes dizendo, eu confesso, a mim não me dão esses pen… Eu não sei por que ele canta isso, a mim não me dão. Eu me levanto de manhã da melhor forma. Hum! Até que comecei a experimentar irmão. Jujuy, Jujuy! Porque é que, a carne é fiel desde que você abre os olhos. Pam! Ali está. Você não tem nem que empurrar. E mais, antes de abrir os olhos, já sonha com isso. Aiii! E quando essas coisas lhe atormentam, você não tem outra opção que não dizer: - A palavra. Ponho uma fita cassete, me apego. O que Papai disse a última vez. Ponha-me, Papai, que eu o necessito. Necessito ouvir sua palavra. (Aplausos) (Gritaria).
 
Veja irmão... Uuff! Se você não viveu isso. Deus te ama tanto que você vai viver. Oh, irmão! Você vai viver. E você vai, veja, a palavra que está em você, aquela que você engoliu por anos. Essa, essa vai sair. Essa palavra vai lhe consolar, irmão. Você vai ver o poder desta palavra. E vai saber que a competência não é sua. Mas isso não é mal. Quem disse que isso é mal? Se isso é o que Papai está usando para lhe graduar. Para lhe conduzir. Te ama tanto!... Para lhe levar a uma glória maior.
 
Sabe por quê? Porque Ele quer se multiplicar em seus filhos. – Veja, eu quero. Ele diz: - Eu quero amar a meu povo, eu quero curar o mundo, mas eu o faço através da igreja. Então, Ele te escolhe para que passe por... Você sabe o que é ser escolhido? Para passar por uma tribulação que outro não pode passar, porque o outro não a pode suportar. Você tem a medida para suportar. Então você passa; e se um cabeçudo tiver a ousadia de criticar isso que você está vivendo. Por isso a este cabeçudo que está lhe criticando lhe virá pior. Mas não é mal, é para que aprenda. E depois de 2 anos volta àquele que criticou e diz: - Olha, perdoe-me meu amor, agora entendo. Perdoe-me, eu não queria, é que eu não sabia o que estava dizendo.
 
Se alguém se limpar... Com que vou me limpar? Se não tenho. Arranco, piso e não arranco. Eu vou lhe dizer uma coisa, para mim é uma honra e é um privilégio que nos tenham dado viver nos tempos do Filho do homem. Você sabe por quê? Porque, imagine que Deus se metesse em um corpo bom irmão. Jem! Imagine que Deus se manifestasse em um corpo sem debilidade. Diga-me, esse Deus que esperam, veja, com auréola assim, ou um reverendo, ou um dou… Veja, diz que não temos um sumo sacerdote que não sabe compadecer-se de nossas debilidades, senão um que tem sido tentado em tudo e sabe compadecer-se.
 
Você sabe o que é um Deus que se meteu, Deus, o Deus de deuses, que se meteu em um corpo e que foi tentado e que quando lhe vai falar não lhe vai machucar, Ele deixa o que tem que deixar e caminha até encontrar essa vida. E lhe restaura e lhe passa a mão para que a lã volte a crescer. E depois diz, não a toquem. E depois a põe nas mãos do pastor e diz: - Por favor, cuide dela muito. Não quero que a maltrate, porque dei minha vida por ela.
 
- Bispo, aqui lhe entrego esta nação, não a maltrate, eu dei minha vida. Eu necessito que você a pastoreie, que você a console com a mesma consolação com que tem sido consolado.
 
E o Apóstolo Paulo diz em Gálatas 5:17 “Porque o desejo da carne é contra o Espírito, e o do Espírito é contra a carne; e estes se opõem entre si, para que não façais o que quereis …”
 
Você quer fazer o bem, e de repente a carne se opõe. E lhe diz: como os dois fazemos. Quantos querem fazer o bem sempre? Mas a carne se mete e estraga tudo. Você não esperava. Você não tinha planejado isto. Você não queria que fosse assim, mas se manifestou. Então, Paulo diz: Se alguém se limpa destas coisas, será instrumento útil. Paulo quero ser instrumento útil. Mas como me limpo? Como?
 
Dizia-me o Apóstolo (Dr. José Luis de Jesús Miranda): - Carlos (Cestero), com Filipenses 4:8   
 
“Quanto ao mais, irmãos– da América Latina e do mundo – tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de bom nome; se há alguma virtude, se há algo digno de louvor, nisto … o quê? …pensai…”
        
Isso é o que você tem que fazer. Isso é o que você pode fazer. Pode mudar sua carne? Não!!! Mas, o que pode fazer? Pensar em tudo o que é puro. Tudo o que é amável, tudo o que é de bom nome. Em tudo que há louvor.
 
Veja, você não pode mudar a sua carne. Por mais que tente, por mais promessas que faça, você não pode mudar sua carne. POR ISSO É QUE DEUS TE AMA TAL E COMO É. Mas sabe o que Ele quer? Que ainda que você não possa mudar a carne, pense no bom.
 
Você sabe que você é um tesouro valioso. Você sabe que você é o mais precioso para o Senhor. É tão especial que Ele se fez um contigo. E a Bíblia lhe chama: UM TESOURO. Você sabe o que é um tesouro? Algo de grande valor. Você é uma pérola, uma jóia. Sabe como você guarda as jóias?
 
Pois no meio das tribulações que você enfrenta diariamente, você sabe o que Papai quer que você faça. Como se limpar? Limpar sua carne não pode. Mas no meio dessa debilidade, pensa no bom. Pensa no reino. Pensa no perfeito. Porque tudo o que você pensar, eventualmente vai falar e eventualmente vai se manifestar. Um dia você vai viver o que pensou; o que você tem falado vai se manifestar. Sua carne não vai mudar. A carne de teu marido tampouco vai mudar. Nem da sua esposa, nem a de seu filho. Mas no meio disso, você tem que pensar no bom. Essa é a renovação do entendimento.
 
Quando chegam os problemas econômicos, você pensa: sou rico. Quando chegam as enfermidades: estou curado. Quando chegam as acusações da carne: nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Quando chegam os pensamentos: -“Você não pode”. “Estás só”: Tem uma cobertura de anjos comigo.
 
Tudo o que é puro, tudo o que honesto. Agarre-se a esse pensamento. Ponha-o como um colar no seu pescoço. Encha a sua mente dessa palavra. Que um dia da abundância do coração vai falar a boca; e o que você falar vai se manifestar em sua vida.
 
Então, voltando ao verso central: “… se alguém se limpa destas coisas será instrumento útil, santificado para o Senhor…”
Como se limpar? Limpe sua mente!!!
 
Igreja, é tempo de limpar teu templo. Alô! Veja, esse é você. Você não pode deixar que se aninhe todo tipo de pensamento, todo tipo de desejo carnal, de mentira, de acusação.
 
Você sabe a mentira que há em tua mente? Você sabe como? Assim como o espírito se opõe, a carne se opõe. A carne tem um ministério de acusação, de condenação; e a carne inventa coisas que não são e lhe faz ver como se fossem. Então, você tem que limpar sua mente.
 
Você gosta de ter sua casa limpa? Bem. Bem varridinha, assim. À Delmy, encanta ver tudo limpo. Encanta-me vê-la limpando a casa. Ela tem tudo limpinho. E aí você pode caminhar descalço. Sua cozinha limpinha, seu tapete, sua cama, porque isso é onde você mora.
 
Pois em sua mente, aí é que está seu espírito. Você tem que limpar sua mente pelas manhãs: - Sshhh! Digo que tudo o que é puro, tudo o que honesto, tudo o que é amável é o que eu penso, é o que passa pela minha boca. Sou um tesouro, sou o homem interior que se renova a cada dia. Não sou o que vejo no espelho. Não sou o homem exterior. Não sou o que diz minha carne. EU SOU O QUE DEUS DIZ QUE SOU! Ele disse que eu sou competente por sua competência. Ele faz a boa obra em mim. Se Ele diz, eu creio. Aba Pai. (Aplausos)
 
Assim de pé como estão. Sabe o que me dizia o Apóstolo? Dizia: - Carlos, para que você possa não conhecer a seu irmão segundo a carne, primeiro tem que não conhecer a si mesmo em carne. Se você olha a teu irmão em carne, é que você se olha em carne e tem que limpar-se primeiro.
 
Se olha a alguém em carne, a você incomoda alguém que sua carne… Sim? Examine-se primeiro. Se você conseguir se examinar, espera um pouquinho... não me conheço em carne, eu sou um espírito justo feito perfeito. Automaticamente, vê o outro perfeito. Automaticamente, se acaba a crítica; se acaba a dissensão; se acaba o ciúme; se acaba a discussão, tudo. Olha, e que lindo é viver uma vida assim, irmão.
 
E sabe uma coisa, irmão? Nós somos as primícias do reino. Olha isto, mas atrás de nós vem um povo ferido. Ferido na batalha, amando ao Senhor, mas tem sido tosquiado. Você não, você já foi curado. Ainda está sendo curado neste processo, aí estamos todos. Mas estão nos curando não para desfrutar da saúde, sentados em uma poltrona aí; estou curado! Não. Estão nos curando e estão nos consolando para poder consolar essa massa de multidão que vêm. (Aplausos)
 
Olha, por que você acha que passou pelo que passou, e ter dito que ninguém viveu o que você viveu? Claro, você. Ninguém. Porque era contigo. E é que Deus... Você é tão especial que lhe deu essa experiência única e exclusivamente. Mas não é para que fique contigo. É que o que aprender, use para curar aos outros que vão necessitar.
 
Quantos dão graças a Jesus Cristo homem? Jem, je! Quantos dão graças, porque Ele sabe compadecer-se de nossas debilidades? Porque Ele sabe nos amar.
 
Diga: Graças Senhor, sinto seu amor, seu consolo, sua compaixão, acho misericórdia em seu trono. Acho graça. Acho oportuno socorro. Sei que não me rechaça. Aceita-me tal como sou, e por isso posso amar a meu irmão.
Dá-lhe um aplauso a Jesus Cristo homem. Aba Pai. (Aplausos)
 
Saia com o apartamento limpo. Ponha novo tapete. Jogue fora os móveis velhos. Nova tubulação. Novos móveis. Limpe a pia, limpe a cozinha, limpe seu templo. Pense no que é justo. Aba Pa
publicado por brasileiro às 12:47