“O TEMPO DE REFORMAR AS COISAS”

Sabia você que em Jesus Cristo homem se cumpre a segunda vinda de Cristo, e com ele chegou o tempo de reformar todas as coisas? A carta aos Hebreus não tinha sentido. Até que chegou Jesus Cristo homem a explicá-la. Hoje, ele nos diz que no capítulo 9 de Hebreus há um exemplo do que era o santuário. Fala do átrio, do lugar Santo e do lugar Santíssimo, que é onde entrava o sacerdote uma vez ao ano para interceder pelos pecados do povo. Agora, isso não serve para nada no novo pacto, mas foi o que se pregou por dois mil anos. Por isso em Hebreus 9.9-11 diz que tudo isso é “SÍMBOLO” para o tempo presente, que não pode fazer perfeito quanto à consciência ao que pratica esse “CULTO” (bebidas, comidas, abluções). Isso esteve imposto até o “tempo de reformar as coisas”. A pergunta é: Qual é o tempo de reformar as coisas? Porque isso teve que ser realizado há dois mil anos atrás, quando Cristo morreu; ali começaram os bens vindouros e a reformar-se as coisas; mas por alguma razão se congelou o tempo; por isso Paulo disse que o tempo é um “rudimento”. Segundo Hebreus 9, os que praticam sacrifícios e ofertas não obtêm perfeição (verso 9). Só a graça nos tira a má consciência, para isso há que circuncidar a mente. A consciência já está limpa, mas o corpo de humilhação será (futuro) transformado (Filipenses 3. 21); já que este corpo nos molesta e nos humilha com suas debilidades. Quer dizer que há uma perfeição que o mundo religioso não experimentou. Por quê? Porque eles ainda jejuam, pensam que a salvação se perde, que o diabo existe e que há pecado. Por quê? Porque não sentem a perfeição. Como um ser perfeito vai se perder? Somos igual a Deus, isso nos dá limpa consciência. Agora, se isso aconteceu faz dois mil anos, por que ninguém estava aperfeiçoado em espírito? Só Paulo, mas o mataram em Roma e isso trouxe conseqüências: Entrariam “lobos vorazes” (os apóstolos) que não perdoariam o rebanho, ensinariam que há pecado e teriam má consciência (Atos 20.28,29). No novo pacto não há pecado. Com Adão entrou a consciência de pecado, mas Cristo a tirou na cruz, e nos deu a CIÊNCIA com o conhecimento do mal. Por isso o tempo de reformar as coisas chegou estando “presente” Cristo (Hebreus 9.11). “Presente” significa ter um corpo, uma presença corporal; por isso ele, em sua chegada, ativaria o que ocorreu há dois mil anos, julgaria e aclararia o oculto (1ra. aos Coríntios 4. 5). Ele faria justiça, e como Filho do Homem, ele não acharia fé na Terra (Lucas 18.8). Ele seria o Consolador, o Espírito Santo ( um ensino, não uma pomba), já que nos ensinaria todas as coisas (João 14. 25, 26). Por isso não terá que altercar com Deus (Romanos 9.20-25), porque lhe agradou meter-se no véu chamado José Luis de Jesús Miranda, Jesus Cristo homem, que é o único que possui a mente de Cristo na Terra. Recebemos que desde hoje você sabe que o Consolador já chegou e vive em Miami. Apreciado Leitor: Declaramos que seus olhos são iluminados e corre a voz que Deus já está na Terra. Ele nos está ensinando todas as coisas. Abençoados.
publicado por brasileiro às 13:24